sexta-feira, 5 de junho de 2015

Disgrafia


A disgrafia ainda é um distúrbio desconhecido por pais e professores, que em muitos casos rotulam o aluno disgráfico como "relaxado ou descuidado", assim a disgrafia passa por despercebida. Quando trabalhei com uma turma de primeiro ano do Ensino Fundamental, percebi que um aluno apresentava dificuldades com a escrita. Esse aluno tinha facilidade com a leitura e interpretação, porém não conseguia copiar as atividades do quadro no mesmo tempo que os outros alunos, sua escrita também não era muito legível, muita das vezes eu terminava a cópia para ele. A escola facilitou muito o meu trabalho junto com a família que também esteve aberta e disposta a ajudá-lo. Após uma conversa com a mãe, apontamos não o nome do distúrbio, mas sim alguns sinais, a família procurou então a pediatra que sugeriu uma série de atividades, entre elas a capoeira.

Mas o que é Disgrafia?

"Disgrafia é a pertubação da escrita no que diz respeito ao traçado das letras e à disposição dos conjuntos gráficos no espaço utilizado. Relaciona-se à dificuldade motora espacial, portanto disgrafia é uma alteração da escrita normalmente ligada a problema perceptivo motor." Maria Thereza Bãos Bianchi

Alguns sinais disgráficos de sala de aula:


  • postura gráfica incorreta;
  • forma inadequada de segurar o lápis;
  • muita ou pouca força muscular;
  • ritmo de escrita (lento ou excessivamente rápido;
  • letra excessivamente grande (macrografia) ou pequena (micrografia);
  • inclinação da folha ou ausência de Inclinação;
  • letras desorganizadas, sobrepostas e ilegíveis;
  • traços grossos ou suaves;
  • junção de letras ou palavras;
  • dificuldade para imitar o que vê (amarrar sapatos, fazer mímicas)
  • números e letras contrários à escrita;

Como fonte de pesquisa sugiro o livro: Transtornos e dificuldades de aprendizagem, entendendo melhor os alunos com necessidades educativas especiais. Autoras: Silmaia Sampaio e Ivana Braga de Freitas (Orgs.) Editora Wak.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Livro: SÍNDROMES - conhecer, planejar e incluir

Autor: Rogério Drago
Editora: Wak


Inclusão: "ato ou efeito de incluir(-se). Estado daquilo que ou de quem está incluso, inserido, metido, compreendido dentro de algo, ou envolvido, implicado em; de alguém em um grupo" (HOUAISS apud DRAGO, 2012, p.21).

"A inclusão requer a quebra de cristalizações educacionais que fazem com que tantas pessoas sejam deixadas à margem do conhecimento escolar por apresentarem características que, muitas vezes, destoam daquilo que convencionalmente se tem como normal, acomodado, cristalizado" (DRAGO, 2012, p. 21).

Um pouco sobre o livro:

Este livro, ao trazer para o debate síndromes e possibilidades de inclusão, não tem a pretensão de esgotar um assunto, mas contribuir para que esses sujeitos tão marginalizados e excluídos que apresentam alguma síndrome com características, às vezes, tão peculiares, sejam vistos como pessoas produtoras de cultura, com histórias muito próprias, como seres que têm direito a uma educação de qualidade, com professores e espaços também de qualidade. 

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

FORMATURA 2012

Iníciamos o projeto da Formatura das turmas do Jardim 3 e 1º ano em abril quando trabalhavamos o dia do livro. A idéia surgiu durante a leitura do livro de Monteiro Lobato "Memórias de Emília".

Foi feito com ambas as turmas a proposta de criarmos uma linha do tempo, onde cada aluno contaria suas Memórias. Foram entregues muitos materiais: fotos, textos, exames médicos, umbigos, enfim com o material em mãos resolvemos montar painés que lembrassem filmes de cinema e ficou assim:


Na entrada fizemos um enorme Claquete e em volta estrelas com os nomes dos alunos:


                                    




 


Colamos as fotos como se fossem negativos de filme e colocamos no corredor por onde todos passaram:





Fizemos um mural em volta do palco mostrando as Nossas Mémorias e no painel colamos uma bolsa personalizada com fotos e nomes dos alunos:
 
 
 
Também fizemos As Nossas Memórias, montamos um painel com fotos dos alunos na escola e fizemos um livro contando as Memórias dos alunos com os personagens Emília e Visconde que forma criados em sala de aula.
Na semana seguinte à formatura os alunos se divertiram revendo suas Memórias:

sábado, 15 de setembro de 2012

JOGO DE ADIVINHAÇÕES

 
Para o 1º ano do Ensino Fundamental, podendo ser adaptado para os outros anos.
Essa atividade foi realizada durante a aula de Língua Portuguesa, tendo como objetivo trabalhar de maneira divertida as sílabas: as, es, is, os, us, além de estimular os alunos a escrever palavras que fazem parte do seu conhecimento como: fósforo, lápis, e outras.
Cada aluno ganhou letrinhas móveis e montava palavras de acordo com as respostas das perguntas:
a) O que usamos para acender o fogo e fica dentro de uma caixinha?
b) Qual o material escolar que usamos para escrever e não é caneta?
 
 
 
 

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Dois convidados ilustres na festa junina


Trabalhando com reciclagem

Tivemos uma idéia para trabalhar com os alunos a importância do Meio Ambiente, fizemos uma gincana. A criança que trouxesse o maior número de material reciclavél ganharia, no dia da festa junina, um lanche, fichas para pescaria e um brinde. Selecionamos o material e colocamos a pontuação, assim:
5 garrafas pets = 10 pontos
5 latinhas = 20 pontos...
Foi muito divertido, também pedimos aos pais para confeccionar bandeirinhas de jornais, enfeites para a festa de material reciclado...



Rio + 20

Mural feito com jornais e revistas: